São Paulo pra todo mundo

No finalzinho do semestre, o projeto Brasil de Todo Mundo fez sua primeira viagem! Sim, conseguimos reunir o pessoal para fazer um breve (mas muito proveitoso) roteiro cultural pela maior cidade da América do Sul, São Paulo.

A capital do nosso estado é também um centro multicultural e cheio de diversidade. Alguns dos alunos, passaram pela primeira vez pelas grandes avenidas, edifícios e por tudo mais que há de grandioso na metrópole. O passeio despertou a curiosidade de muitos que sentiram que apesar de não haver praia, ou pontos turísticos do tipo, sim, valia muito a pena colocar a cidade entre o roteiro turístico do Brasil.

Visitamos primeiro o Memorial da América Latina, uma ode à cultura latino americana em forma de centro cultural projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. As diversas instalações do local representam a integração  entre as culturas existentes no continente, pensadas a princípio pelo sociólogo Darcy Ribeiro.

Depois, passamos pelo incrível Museu do Futebol. Localizado no estádio do Pacaembu, o projeto interativo de mesclar conhecimento com recursos lúdicos atraiu até aqueles que não ligavam muito para o futebol em si. Durante muito tempo todos ficaram vidrados nas atrações do museu, e tivemos que correr para poder conhecer o próximo ponto.

A última e breve parada foi no Museu da Língua Portuguesa. O idioma, representado nesse caso pela nossa herança lusa, é para todos que vêm de fora a primeira forma de começar a criar certa percepção sobre o universo cultural brasileiro. Através das palavras que estão nas músicas, poemas, livros, lugares, rodas de conversa e tudo mais que nos cerca é que conhecemos uma nova cultura. No caso do Brasil, o Museu é capaz de transmitir muito bem as peculiaridades da nossa língua. A mescla com outros povos, os sotaques regionalizados,  as gírias e a forma de falar muito diferente à Portugal. E essa diversidade linguística que muitas vezes encanta e diverte os estudantes quando descobrem novas palavras a cada instante.

O dia passou rápido demais para tudo que tínhamos que conhecer, quando vimos, já era hora de voltar. Ainda que curto, o tempo com certeza foi de aprendizado, descontração e principalmente de conhecer um universo diferente, representado nos museus da capital do nosso estado.

Este slideshow necessita de JavaScript.